Como criar fotos com modelos para sua marca

Um Guia para a Realização de um Lookbook

O lookbook (ou fotos com modelos) é uma excelente ferramenta para mostrar seu produto ao cliente.

Na foto, é possível ver o caimento do seu produto, formas de usar, texturas e cores.

Em algumas marcas, o lookbook acaba sendo uma extensão da campanha e, por isso, utilizam-se cenários e outras formas de demonstrar ao máximo o “acting” que tem a ver com o estilo da marca. Neste caso, são lookbooks mais elaborados, com direção criativa, produção e outros detalhes.

No Brasil, algumas marcas também usam o termo foto com modelo, foto para e-commerce e lookbook com modelo. A forma mais comum escolhida pelos meus clientes são lookbooks em fundos neutros (cinza claro ou mesmo o branco puro).

Para este tipo de fotografia, é importante lembrar que não estamos falando apenas do produto. A escolha da modelo, do tipo de pose, do cenário, tudo vai ser decisivo para se comunicar corretamente com o seu cliente.

Cada imagem abaixo teve o envolvimento de pelo menos 5 profissionais: fotógrafo, modelo, maquiador, estilista e produtor. E vejam que um Lookbook não precisa ser em fundo neutro; pode ter criatividade, objetos de produção, cenários!

A importância do Lookbook para a marca

Quando você mostra a forma de usar o seu produto, combinando peças, estilo e usando um modelo apropriado, você dá a possibilidade do seu cliente se inspirar.

Outra coisa interessante é que, se o seu conteúdo de fotos é criativo e desperta interesse em mais pessoas, automaticamente isso será dividido entre outros usuários, em outras redes, como por exemplo o Pinterest, gerando um marketing de rede gratuito!

Importante: Muitas marcas estão fazendo “lookbook-campanhas". Seja por praticidade ou falta de budget, unem as fotos dos looks em cenários mais criativos e fotografam todos os looks, usando algumas fotos como carro chefe da campanha. Mas a fotografia de e-commerce, de uma forma geral, é quase sempre feita em fundos neutros, sem muita criação. Neste artigo, vamos falar sobre o lookbook mais criativo, que não chega a ser uma campanha, mas envolve diversos profissionais e planejamento.

A seguir vou descrever passo a passo de como organizar um lookbook:

Primeiro passo: O budget

Se você vai ter um alto investimento ou não, todos os passos a seguir são importantes. Mas a primeira coisa que você deve ter em mente é o quanto pode investir na sua ideia.

Gostaria de fazer aqui uma estimativa de custos para direcionar melhor essa prévia de 1 diária de shooting (que pode alterar se envolver viagem, mais horas de trabalho, mais diárias, etc):

 

  • Modelo:  de R$ 800,00 a R$ 3.000,00

  • Fotógrafo: R$ 1.500,00 a R$ 5.000,00

  • Locação: R$ 1.000.00 a 5.000,00

Claro que é possível achar preços muito mais baixos, como também preços que ultrapassam esses citados. Esta foi uma média que fiz dentro dos trabalhos que já realizamos no nosso estúdio, no decorrer destes 4 anos.

Segundo passo: MOODBOARD

Você, como dono da marca ou responsável pelo marketing, pode ter várias ideias e colocar todas em um PDF, salvando fotos de referências que tenham a ver com a sua marca. Se um diretor de arte estiver participando da sua equipe, ele vai organizar um moodboard final para te apresentar, mas, se não for este o caso, você mesmo deve reunir o máximo de informações para passar para sua equipe.

 Às vezes, nós gostamos de uma foto maravilhosa feita  numa praia em Cancun, mas o projeto pode ficar inviável ($$) de acontecer num mesmo cenário. Entretanto, você pode gostar da pose, da luz e dos ângulos dessa foto, por exemplo. Então, quanto mais detalhes você colocar no seu mood, mais próximo da sua ideia a equipe conseguirá chegar!

Veja abaixo um exemplo do moodboard que criei para uma marca sustentável de sapatos. À esquerda, temos a paleta de cores que trabalhei (incluindo o pós tratamento) + sugestões de ângulos e poses.

Exemplo de Moodboard para uma marca de Produtos Sustentáveis

Exemplo de Moodboard para uma marca de Produtos Sustentáveis

E aqui parte do resultado final:

Terceiro passo: os profissionais envolvidos

 A equipe pode ser contratada separadamente ou você pode contratar um Produtor Executivo que cuide de tudo, ou, ainda, contratar um estúdio especializado em produção executiva, como a Snapcomm.

A equipe ideal é formada por:

Fotógrafo: Converse com alguns fotógrafos que tenham trabalhos com os quais você sentiu afinidade!

 

Modelo: Você ou seu cliente precisa sentir uma conexão com o (a) modelo escolhido (a). Optar por modelos profissionais é o ideal, pois sabem como posar, qual o melhor ângulo frente à câmera, tem agilidade na troca de roupas, dentro outros atributos muito importantes que só um modelo profissional traz com sua experiência. Para trabalhos de e-commerce com muitos looks, é interessante ter mais de um(a) modelo. E é importante que essa pessoa saiba ter agilidade no set. Escolher conhecidos (ou amadores) que não são modelos profissionais para este tipo de fotografia pode prejudicar o resultado final. 

 

Stylist: Algumas marcas levam o seu próprio estilista para ajudar a montar os looks e fazer direção criativa, mas você pode contratar uma pessoa especializada em styling para fotos, o que agrega muito ao trabalho.

Cabelo e make: Precisa ser um profissional que saiba maquiar modelos para fotos e não apenas para festas, casamentos, eventos, etc. Na fotografia, a maquiagem reflete de outra forma quando usamos o flash, por exemplo!

 

Diretor Criativo:  Dependendo do tamanho do job e do budget, um diretor faz toda a parte de pré-criação (escolhe cenário, propõe acting, makes e paleta de cores). Além disso, pode ajudar na construção do set quando envolve cenário em estúdio.

Tenha em mente que o cenário que você acha bonito precisa ter relação com o que você quer comunicar da sua marca e com o estilo que ela acompanha. Isso também vale para o tipo de luz usada no shooting, o tipo de modelo e o tipo de tratamento das imagens.

 

Produtor: É quem corre atrás de toda pré-produção: locação, equipe, casting, catering (um dia de shooting dá muita fome, não esqueça nunca de abastecer a equipe com comida ;-) aluguel de acessórios, roupas e tudo mais que pode ser necessário. Este profissional é o super-herói para as coisas não darem errado!

Locação: A foto pode ser em uma casa alugada, em um espaço comercial, na rua ou em um set de estúdio (que também pode ser ambientado). Fotografia em área externa demanda maior organização de infra-estrutura (onde colocar a staff, lugar para troca de roupas, apoio para os equipamentos, controle da luz natural vs flashes, dependência do clima, etc)

Quarto passo: listagem de tudo

Faça uma lista de todos os looks que devem ser fotografados, incluindo as peças e os acessórios.

Monte o acting destes looks. Você pode mostrar algumas poses que acha interessante, deixando em papel impresso para a equipe consultar, e tenha em mente a quantidade de looks que podem ser feitos em um só dia. Em um shooting de e-commerce, 90 looks podem ser feitos em uma diária se a roupa não precisar de ajustes e se não houverem muitos acessórios para serem trocados a cada look. Já num lookbook/campanha, considere em média 10 a 30 looks no máximo, em um cenário com pouco deslocamento.

 

Quinto passo: contratos

O produtor, normalmente, cuida também deste processo. Deixe todos os contratos de uso de imagem e diárias prontos, devidamente negociados e assinados. Pagamentos devem ser negociados previamente. Muitas empresas pagam em 60 ou 90 dias depois do serviço. Então, se você estiver negociando diretamente com cada profissional, esses trâmites devem estar bem especificados antes do job. Deixe tudo combinado se precisar passar do horário, cobrança de horas extras por parte do modelo e outros profissionais envolvidos, por exemplo

 

O dia do Shooting!

Depois de todo planejamento, chega o dia do shooting!

Mesmo com muito planejamento, algumas coisas acabam fugindo do controle no dia das fotos. Então, para você se precaver ainda mais, aí vão algumas dicas:

  • Chegue mais cedo que o restante da equipe para organizar tudo. Se for um lookbook de muitas peças (para e-commerce), o ideal é entregar as peças 1 dia antes no local, já passadas (ou a combinar com sua produção e passadeira).

  • Lanchinhos/Snacks: Alimente sua equipe, sempre! O rendimento é muito maior se tiver algo para comer à disposição do pessoal o dia todo e todo mundo ficará mais feliz em estar trabalhando neste projeto com você ;-)

  • Separe uma playlist animada para tocar! Ninguém merece uma diária de shooting sem uma boa trilha sonora.

  • Leve um papel para anotar tudo o que vai ser feito nos retoques. Essa dica vale muito para o e-commerce, pois, às vezes a peça é piloto e o caimento ainda não está 100% bacana na modelo ou para indicar a necessidade de eliminar marcas nas roupas que não saíram com o ferro de passar.

 Espero que essas dicas sejam úteis para você fazer um lookbook fantástico para sua marca!

Ficou interessado em fazer um lookbook conosco? Visite nosso portfólio e conheça nossos serviços ou preencha o formulário abaixo que um especialista entrará em contato em você.


Autora: Vivi Gondek - Sócia da Snapcomm e especialista em fotografia de moda conceitual e para e-commerce.

Caio CostaSnapcomm2 Comments